sábado, 4 de dezembro de 2010

Dando Nome aos Bois

"Jão não mamãe!""Jão não mamãe!"

                
                                

              VOCÊS SABIAM POVO, QUE...



Aquele texto de tocante sentimentalismo que postei aqui no blog há algum tempo não é da autoria de Arnaldo Jabor? E o autor verdadeiro? É claro que eu não sabia o nome do “SACERDOTE DO AMOR” para que eu pudesse lhe pedir uma benção pessoalmente!
Por acaso, existe alguém neste imenso universo chamado internet que sabe sim, quem é o autor de “Casamento”.

"Jabor não,Manel!"
Essa pessoa atende pelo nome de ANÔNIMO. Foi uma grande contribuição para o blog Sr. ANÔNIMO! O nosso amigo desprovido de rosto e nome, nem imagina que com o seu comentário, ele conseguiu “fechar a trinca” que me faltava para lançar este tópico.

Só me faltava um exemplo prático para ilustrar o que eu queria dizer!

Na época que recebi o e-mail, (e por onde vocês acham que eu tive acesso a este texto do “Arnaldo Jabor?”), era um tempo de “fossa amorosa” por conta de um amor impossível: Ele do Ceará teclando comigo,do Rio de Janeiro.

Eu caidinha por ele e ele arrastando um bonde por uma tal de Jéssica( amor de internet,né? Quer mais incerteza do que esse simples fato?). O texto fez lágrimas brotarem de meu rosto e fez brotar a esperança de uma vã esperança de que um dia,poderia experimentar a sensação descrita no texto,uma sensação de “casamento”.

"Por que me chamaram de Zé?"
Havia sido a Rose,minha amiga de faculdade que me enviou o fatídico texto. Ela era algo que posso chamar de “Rainha da Internet”,sempre tinha alguma coisa curiosa para mandar para o meu e-mail.Eu achava muito legal,pois a algum tempo atrás,eu não entendia necas de computador,que dirá de internet! Quando ela soube desse meu amor virtual então...Foi a única a me incentivar a lutar por aquilo que eu queria!

Mesmo duvidando  da autoria do texto,afinal,era muito “afável”,eu me encontrei nas palavras do texto e sem ter como saber quem o “engendrou”,tive que reproduzi-lo no meu recém-lançado blog,do jeitinho como havia chegado à minha caixa de entrada,porém com uma ressalva:Coloquei um aviso,”Enviado por e-mail”para que todos tivessem a mesma certeza da incerteza que eu tinha em relação à autoria do texto.

Pouco tempo depois, diga-se um ano mais tarde,já coabitando com o meu amor de internet ( ainda problemático,fazer o quê, né?),comecei a ler um livro que pertence à professora deste,criatura pela qual eu nutria profundo ciúme por deter para si os elogios do meu amado,aff!
90% dos e-mails da minha conta são da Rose!

O livro se chama “Caiu na Rede” e foi redigido por Cora Rónai” e possui um subtítulo gigantesco,abordando justamente,o mundo fake da internet,recheado de plágios,fraudes e outros absurdos que atrapalham quem realmente produz algo de útil. É uma leitura divertida,ágil e esclarecedora,tanto que me acendeu uma idéia,posto que,a esta altura,o texto que me parecia ser um suspeito,a partir daquele momento havia se  tornado um réu confesso!

"Não fui eu!"
O próprio Jabor,indignado aparece no livro com dois esclarecimentos divertidíssimos sobre não ser o autor de “Bunda Dura” e de outros textos erroneamente atribuídos à sua pessoa.Este livro traz uma compilação de textos muito interessantes com as autorias duvidosas ou trocadas.Eu dia,eu os reproduzirei aqui no blog com os devidos créditos ao livro,o único que eu sei a autoria de fato(!)

Sobre essa mania de trocar,fraudar entre tantas outras artimanhas da internet só servem para desanimar quem tem alguma idéia e deseja expô-la ao mundo,além de atrapalhar quem tira o seu sustento dessa atividade. Só de pensar na possibilidade de estar sujeita a este tipo de barbárie,a minha espinha se arrepia! E olha que os meus textos não são bons,porquê,muitas vezes,nem chegam a ter um fim! Mas mesmo assim,eu os amo,sou ciumenta deles,valeram todo o meu tempo,transvariando,dormindo ou acordada! Engraçado,que,como eu mesma disse algumas linhas acima,eu achava o máximo os conteúdos que a Rose me enviava por e-mail...calhando justamente ser este o meio de propagação de material modificado ou plagiado! O.o

Sempre escrevo meus tópicos à mão!
Todo material que não é de minha autoria,eu procuro verificar a procedência,colocar uma indicação,como no caso em que escrevi “Enviado por e-mail”,mas às vezes não tenho êxito por vários motivos,mas o principal é a falta de verba e tempo que impera na minha vida de peregrina de lan houses,por isso eu gosto quando surge um comentário que possa me ajudar com a fonte,como é o exemplo do nosso querido amigo ANÔNIMO e o de tantos outros que passaram pelas páginas do blog!

Portanto eu sou contra o plágio!

Viu só como uma coisa puxa a outra? Eu estou a praticamente dois anos tentando escrever esse tópico e não conseguia de jeito nenhum.Bastou um comentário para o “clarão”na minha mente se  incendiar! Obrigado amigo ANÔNIMO!

Espero que um dia você leia esse tópico e faça como o BUGU.


"Olha eu aqui!"
Dê as caras por aqui e diga:ALÔ MAMÃE!




Postar um comentário