quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Sobre o Texto nº1

                Leia atentamente!



Aqui está,recém digitado,o primeiro texto extraído de um livro muito divertido,livro, o qual eu já havia feito menção anteriormente.Só para relembrar,esse é um daqueles textos que circulam por aí,que ninguém sabe o nome,mas que “mediunicamente” tem a sua autoria imputada a algum escritor de destaque.No caso deste texto aqui,o “escolhido”,foi o Luís Fernando Veríssimo.
Não é do Veríssimo,mas,mesmo assim,eu adorei o estilo! Acreditem: Ironicamente,ele é uma “Lição de Vida”,para aqueles que se deixam levar por caminhos tortuosos e se deixam influenciar pelo ambiente.
Eu por exemplo,procuro fugir dessas influências sórdidas.Meu cérebro é extremamente sensível!Mesmo que você não tenha predileção e portanto não ouça essas tranqueiras, involuntariamente o cérebro assimila refrões ridículos,por culpa de algum “eco” perdido vindo de um lugar distante,talvez da casa do vizinho,ou,talvez,como no meu caso,venha de seu próprio lar,esse ruído incômodo,constatando ser tudo obra e graça do seu irmão mais novo retardado...
Eu creio,e você também deveria crer e prestar atenção,no fato de que,o ambiente,pode sugar o seu juízo!Saí do Rio de Janeiro onde praticamente usava tampões nos ouvidos, em busca do meu amor verdadeiro,e acreditei que nunca mais teria que enfrentar “músicas” “elaboradas” como o FUNK carioca.
Me enganei.Aqui em Fortaleza,a danação mesmo é FORRÓ e SWINGUEIRA,que nada mais é do que um mix de tudo o que há de pior:FUNK,AXÉ,FORRÓ e etc.
Ai socorro! Não o confundam com troca de casais!Eu confundi,quando me convidaram para ir a uma.Fiquei vermelha de vergonha! Nem preciso dizer que fui zoada por minhas primas até dizer chega!Mas elas ficaram vermelhas também quando expliquei o que eu havia pensado que era!
Engraçado que,o que é sucesso em Fortaleza ,já caiu em desuso no restante do país.Aqui eles ainda ouvem os míticos grupos de pagode,axé e funk dos anos 90 citados no “desabafo”.
Apesar das referências a esses grupos “míticos” dos anos 90,um  texto como esse, genial, nunca vai perder o contexto,se tornar desatualizado.Sabe porquê?
Porque o  cenário musical continua despencando em queda livre,superou o conceito “droga” e atingiu o patamar “merda”. FATO.E eu não falo apenas do estilo “povão” mencionado pelo autor,não.
Acredito que ele poderia ter acrescentado muito mais ao texto,mas ele atingiu o seu objetivo, que era criticar de uma forma bem humorada,a falta de conteúdo do gênero.
Dos alertas que foram citados no texto,podemos ressaltar os seguintes posicionamentos:
*Alguns artistas continuam populares,outros foram esquecidos;alguns grupos podem ter desaparecido ou só devem estar fazendo poucos shows de fundo de quintal e porta de boteco,mas isso não quer dizer que o “clã” se extinguiu.Pelo contrário.
Do buraco de onde saíram, tem mais,muito mais,eles se reproduzem a níveis exponenciais,basta observar atentamente os lugares onde eles se proliferam,tais como botecos;churrascarias,praias,praças,beiras de estradas,ranchos e agora com uma certa frequência,faculdades.Não,não!Esqueça as públicas e vá direto para as particulares e tire as suas próprias conclusões;
*O Sabadão do Gugu não existe mais,aliás o próprio Gugu mudou de emissora,mas programas de sábado-principalmente os veiculados à tarde- que têm esse tipo de atração para alienar o cérebro de quem assiste à TV,exibindo a mesma porcaria à exaustão,mesmo que seja uma “música” só –com certeza é,pode reparar,esses “fenômenos artísticos” sobrevivem de um único “hit”-e é claro,pode esperar que vai durar umas cinco horas de puro massacre mental de uma nota só,sim,eles continuam a surgir de mentes cada vez mais “criativas”.
Lá estão eles com nomes diferentes,porém duvidosos  e com um poder destrutivo que vai além da compreensão de seus “usuários”! Pô,cara,que “viagem”!
Ninguém me faz engolir um “Rebolation”da vida ou um pseudo poprock-Restart. Eles são pseudo  tudo!
Aff! Até isso! Nos States,é a Disney  lançando pseudo-cantores,pseudo-grupos em conjunto com suas pseudo tramas juvenis,onde sempre tem aquela pseudo-concepção de “populares” e”perdedores”.Muito clichê.
No Brasil,é a Globo lançando pseudo-cantores,pseudo-grupos em conjunto com cada temporada da Malhação,que curiosamente,está a uma cacetaralhada de tempo no ar com o mesmo enredo sobre as pseudo-tramóias juvenis,em que sabemos que sempre vai rolar aquele engasga-gato com direito a prova do crime,planos de A a Z e vídeos comprometedores tudo em ordem sequênciada.Muito clichê.
Quem imita quem nessa porra??!
Como podem ver o assunto é abrangente,e eu direciono os meus aplausos ao autor desse texto,embora ninguém saiba quem ele é! Considere-me altamente alertada Sir!
Povo,cada um tem o direito de ter seus gostos musicais!
Como os amigos do “xinxeiro” musical,eu considero um bálsamo para o meu cérebro uma boa dose de puro Rock! Mas você aí que por acaso,achou o meu comentário,no meu humilde blog,pode achar o contrário, e preferir o estilo que eu não suporto!Mas não pense mal de mim porque eu não penso mal de você,apenas não compactuo!
Cada qual com as suas manias,eu lavo o meu e tu lava o teu!
Divirtam-se lendo o “caso” verídico deste “ex-viciado” na postagem seguinte!
                 
              

Postar um comentário