terça-feira, 29 de novembro de 2011

Na minha casa...

                     ...Ninguém conversa "ÁGUA"!
E tenho dito!

Povo,aqui estou eu após semanas sem dar sinal de minha existência! Peço perdão pelo sumiço,assim que eu puder vou responder a todos comentários que estiverem nas minhas postagens,não esqueci de ninguém hein! A conexão com a internet está piorando a cada dia mais,não sei mais o que fazer! Eu passo o dia todo lutando para visualizar páginas simples na net! Logo eu que sou viciada em joguinhos,ainda mais aqueles que seguem modelo de RPG online...Frenzy diz que é a memória do PC morrendo mas até esse problema ser resolvido o mundo já tem se acabado em purpurina! E é claro ele está de férias,nossa vida está de pernas para o ar! Ainda tenho um monte de rascunhos para transformar em postagens,só me falta achar imagens que se encaixem perfeitamente no contexto!

Dia desses as crianças- sobrinhos do Frenzy - estavam brincando aqui no jardim,coisa que eles fazem todos os dias.Haviam trazido uns coleguinhas,para ser mais exata,priminhos da mesma idade,variando entre os 5 e 8 anos de idade,até aí tudo tranquilo.Estranho mesmo foi ouvir entre as vozes infantis uma voz mais incorpada. Primeiramente eu pensei que fosse o Frenzy numas de "Recordar é viver" se envolvendo na brincadeira das crianças,coisa que eu faço muito também,então continuei o meu serviço na cozinha.

Minha constatação,óbvio mostrou-se falha e eu fui lá verificar imediatamente,afinal meu pequenino troll-baby queria fazer parte da brincadeira e estava puxando a minha saia: "Mamãe abe a pota que eu quero bincá!" Ele adora brincar com crianças mais velhas e geralmente as deixa no chinelo...kkkkkkkkkk!
Era um menino bem mais velho,de seus 16 anos no meio dos pequenininhos então eu resolvi participar da conversa para ver qual era a do visitante e realmente foi a melhor atitude a ser tomada. Mandei um dos meninos parar de mexer numa planta chamada "Dedaleira" que é venenosa e o bonitinho estava pondo a mão na boca enquanto manipulava a planta. Pois o visitante declarou que não havia nada demais o menino pegar na planta,pois ela era como a maconha que por sua vez não fazia mal porque é como o cigarro...

A expressão " Falar água" daqui do Nordeste significa besteira, ou melhor conversa sem produtividade,tolices! Acreditem,com essa declaração esse asno imberbe cavou o seu próprio poço artesiano sem fundo!Se cigarro faz um mal irreversível para os pulmões do ser humano que dirá a maconha com seus efeitos "duenderíficos". Pensam que ele se deu por vencido? Negativo! E toca de falar mais besteiras sobre bandidagem,armas entre outras coisas à margem da lei e eu pondo ele na linha,até que ele se aborreceu e resolveu falar que gostava de nazismo que tinha até um jogo sobre isso que finalizou e o cacete-a-quatro. 

Eu me revoltei à enésima potência e perguntei ao visitante se ele sabia a gravidade do que havia declarado! Em uma das suas mãos uma escarificação com a suástica podia ser vista e ele nem sabia responder sobre essa parte importante da história! Dei-lhe uma pequena versão resumida dos fatos e mesmo assim ele encarava tudo com muito deboche...Puta que pariu,viu? O cara ter sangue negro,ser nordestino e compactuar com essa merda além de querer permanecer na ignorância,porque estudos para ele não valem de nada? Ai, é demais para mim! 

Quando um dos meninos percebeu que o clima estava ficando pesado,tratou de levar o visitante embora! Assim que ele foi embora, o Frenzy que havia escutado tudo mas resolveu deixar eu conduzir a situação perguntou quem era o infeliz.Se nem ele sabia quem era,pois conhece todos do bairro imagine eu! Que situação! Eu tratei de achar os responsáveis dos meninos que estavam sozinhos em casa e nós não sabíamos e relatei o ocorrido. A mãe de um foi resgatar o menino numa área perigosa onde só tem o que não presta e adivinha quem foi que convidou eles para dar o passeio? Esses meninos tem que aprender a não falar com estranhos,mesmo que sejam menores de idade! Ninguém aqui conhecia esse menino e nem sabe de onde ele veio! E olha essas conversas dele,influenciando os menores! Quanta inocência dessas crianças,é nessas que algo de ruim pode acabar acontecendo.Atentem-se pais ao que os seus filhos andam fazendo por aí,as vezes o que começa com um simples ato de inocência pode se tornar um caminho sem volta. E quanto a esse "visitante" eu gostaria de deixar-lhe uma mensagem,por isso repito a frase que o Frenzy mais gosta de citar: Não és culpado de viver assim,porém és culpado por permanecer assim!


Em tempo: Um cuzão desses faz rabiscos na pele,todo orgulhoso de ser simpatizante do Nazismo,gosta de servir ao lado negro da força,mas com certeza não sabe que o simbolismo positivo da suástica ultrapassa e muito a sua utilização nefasta nesse período da humanidade. Quem sabe a suática não é o tema da próxima postagem aqui do blog hein? Vou pensar no que deve ser feito!

Espero que tenham gostado!

Beijocas!


Postar um comentário